top of page
Buscar
  • Priscila Costa

SÉRIE PESSOAS EXTRAORDINÁRIAS Harriet Tubman

Foi uma mulher afro-americana que nasceu como escravizada, mas conquistou sua liberdade fugindo do cativeiro.


Ela também teve papel de destaque na Guerra Civil Americana .


Por ser filha de negros escravizados, Tubman não teve uma certidão de nascimento, fato que dificulta a confirmação do ano preciso em que ela nasceu.


O nome de nascimento de Tubman era Araminta Ross, sendo muito conhecida na sua infância como Minty. Como os pais de Tubman eram escravos, logo ela também começou a realizar os primeiros trabalhos sob a mesma condição. Com apenas cinco anos de idade, Tubman começou a fazer trabalhos forçados.

  1. Nesse primeiro trabalho, Tubman era forçada a trabalhos domésticos.

  2. Ainda na sua infância, Tubman foi obrigada a trabalhar na checagem de armadilhas para ratos-almiscarados.

Conta ela estava a caminho do armazém local quando avistou um capataz perseguindo um escravizado que tinha fugido. Ela se colocou na frente do capataz para ajudar a pessoa que estava em fuga e acabou sendo atingida na cabeça por um peso de 1 kg, lançado pelo capataz contra o fugitivo. Esse acidente causou ferimentos graves em Tubman, e especula-se que ela tenha sofrido uma concussão. Não perca esse conteúdo.

 

Busca pela liberdade

Entre 1844 e 1845, Tubman casou-se com John Tubman, um negro livre. Logo após o seu casamento, ela oficializou sua mudança de nome, abandonando o Araminta e adotando o Harriet, mesmo nome de sua mãe, e com isso ela passou a se chamar Harriet Tubman. Antes de se casar, Tubman descobriu que o antigo dono de sua mãe tinha deixado um testamento que garantia a liberdade dela e de seus filhos. Assim, legalmente, Tubman deveria ter nascido liberta, mas os Brodess teriam ignorado essa determinação do antigo dono da sua mãe. Essas intenções foram reforçadas quando Edward Brodess morreu, e, temendo que sua família fosse separada e que ela e seus parentes fossem enviados para o sul dos Estados Unidos, Tubman optou pela fuga. Durante a fuga, ela se utilizou da Underground Railroad, uma rede secreta de pessoas que forneciam ajuda a escravizados que fugiam. Por meio dessa rede, muitas pessoas forneciam auxílio aos escravizados, levando-os por rotas que os permitiram chegar a cidades do norte dos Estados Unidos, onde a escravidão não era permitida, ou ao Canadá.


Luta contra a escravidão

Uma vez em liberdade, Tubman começou a trabalhar cuidando da casa de pessoas. Por meio da qual, Tubman conseguiu resgatar sua família e levá-la, em segurança, para o Canadá. Em suas expedições, Tubman costumava levar soníferos para usar nas crianças, caso elas começassem a chorar, e tinha um rifle, usado para ameaçar aqueles que resolviam abandonar a expedição e retornar à escravidão. Tubman, durante suas missões, passava por caminhos abandonados e pegava rotas de difícil acesso, como regiões pantanosas. O antigo marido de Tubman não se mudou para Auburn porque ele não quis abandonar Maryland e também porque, depois da fuga da esposa, ele se casou com outra mulher. A terra em que Tubman abrigou sua família foi comprada com o dinheiro que ela ganhava com o trabalho na casa dos outros.


Guerra Civil Americana

Em 1861, iniciou-se a Guerra Civil Americana, também conhecida como Guerra de Secessão. Nesse conflito, os estados do sul dos Estados Unidos declararam a sua separação da União, anunciando a formação dos Estados Confederados da América. Harriet Tubman tomou parte desse conflito alistando-se ao exército da União, lutando, portanto, pelos nortistas. Em julho de 1863, ela liderou as tropas de James Montgomery em uma expedição no rio Combahee. Encaminhe esse post pros seus amigos!


Últimos anos

Depois da guerra, Tubman apoiou a construção de escolas para libertos. Apesar disso, Tubman não foi alfabetizada. Com seu marido, Tubman adotou uma filha chamada Gertie, em 1874. Tubman, ainda, trabalhou em um livro de memórias de sua vida e atuou na causa sufragista, que defendia o direito das mulheres de votarem. Depois que ficou viúva e depois que sua condição de saúde se deteriorou, Tubman se estabeleceu em um lar de idosos, em Auburn. A morte de Harriet Tubman aconteceu no dia 10 de março de 1913, em Auburn, por conta de uma pneumonia. Desde 2016, existe um projeto nos Estados Unidos que debate a inclusão do rosto de Tubman na nota de 20 dólares.

 

PESSOAS EXTRAORDINÁRIAS COMO Harriet Tubman

"Todo grande sonho começa com um sonhador."

Harriet Tubman

Acesse sempre que quiser e Compartilhe esse post pra chegar em mais pessoas.

bottom of page